Assine o boletim informativo
Fazer sua inscrição
#239Março 2021

Syudapu em descolagem

de volta ao conteúdo

A Atomstroyexport vai construir a terceira e quarta unidades da central nuclear de Syudapu no litoral próximo à vila com o mesmo nome, localizada na província de Liaoning, no nordeste da China. Ambas as unidades terão instalados reatores VVER-1200.

Os preparativos para a construção das unidades começaram em junho de 2018, quando foi assinado um protocolo intergovernamental de cooperação para a construção em série de unidades de energia e um acordo-quadro para a central nuclear Syudapu. Já em março de 2019, foi assinado o contrato para o projeto técnico e em junho do mesmo ano foi assinado o contrato geral para a terceira e quarta unidades de energia.

O lado russo elaborará o projeto da ilha nuclear da central, fornecerá o equipamento-chave da ilha nuclear para ambas as unidades de energia e prestará serviços de supervisão das obras, da instalação e do comissionamento do equipamento fornecido. A construção e instalação da ilha nuclear, em ambas as unidades de energia, é realizada pela Companhia de Energia Nuclear de Liaoning (CNLNPC) de acordo com o projeto desenvolvido pela Atomproekt.

O projeto CN-2006 já foi testado na Rússia e a quinta e a sexta unidades da central nuclear Leningradskaya (na classificação PRIS, unidades 1 e 2 da central nuclear Leningradskaya-2) foram construídas segundo este projeto. Mas o projeto para Suydapu não constitui uma cópia exata do Leningradskaya: as diferenças entre os dois se devem tanto à diferença nas características de solo, clima e abastecimento de água e às exigências da legislação local em relação à segurança nuclear, radiológica, de incêndios e ambiental.

No local, o cronograma está um pouco adiantado em relação aos trabalhos que antecedem a colocação do primeiro concreto. Assim, no início de novembro de 2020, foi terminado o poço da fundação para os edifícios da ilha nuclear. Na unidade 3 foi realizada a preparação do concreto sob os principais edifícios da ilha nuclear. Atualmente, estão sendo instaladas proteções contra raios e a impermeabilização, bem como o reforço da laje de fundação. O reforço debaixo do edifício do reator já se encontra mais de 50% completo.

No local da unidade 4 já foram iniciados os trabalhos de escavação para abertura do poço da fundação.

Paralelamente, está acontecendo a fabricação e entrega de equipamentos. No início de fevereiro de 2021, por via férrea, chegou o primeiro lote de selos tecnológicos herméticos. Estes são os elementos da tubulação que são necessários para a passagem hermética da tubulação através das paredes e revestimento do compartimento do reator da central nuclear.

Em fevereiro, a empresa AEM-Technologies (parte da Atomenergomash), iniciou a fabricação do reator VVER-1200 e geradores de vapor. Os moldes das virolas já passaram pela inspeção de entrada e foram iniciados os trabalhos de usinagem mecânica. O processo não é rápido, já que cada virola de 92 toneladas da área da tubulação de bifurcação do vaso do reator é processada em 15 dias. Ao mesmo tempo, são feitos preparativos para o revestimento anticorrosivo da carcaça do núcleo do reator. As carcaças dos geradores de vapor são menores, pesam 37 toneladas e o seu processamento dura 6 dias. É necessário processar um total de 16 moldes, e depois disso será iniciado o processo de produção das carcaças dos geradores de vapor.

Apesar do fato de a usina nuclear de Syudapu ainda não ter entrado na fase de construção, a empresa de combustível TVEL (que faz parte da Rosatom), em novembro de 2019, assinou um contrato com as subsidiárias da chinesa CNNC para o fornecimento de combustível nuclear para as futuras unidades 3 e 4 da central nuclear de Syudapu.

Syudapu não é o primeiro projeto de Rosatom na China. A Corporação Estatal está envolvida na construção das unidades 7 e 8 na central nuclear de Tianwan. Quatro unidades de energia, construídas pela Rosatom, já estão em operação. As duas primeiras unidades foram comissionadas em 2006 e 2007, enquanto a terceira e quarta unidades foram comissionadas em 2017 e 2018, respectivamente.

Além disso, o Centro Cientifico Estatal, o Instituto de Pesquisa Cientifica dos Reatores Nucleares, que faz parte da Rosatom, firmou um acordo com a empresa chinesa Fangda Carbon New Material Co. referente à pesquisa de materiais. O Instituto realizará testes de reator e estudos pós-irradiação de amostras de grafite em condições de irradiação. Estes testes serão similares àqueles em que se utiliza grafite no reator de combustível esférico refrigerado a gás de alta temperatura HTR-PM600. Os dados dos ensaios serão utilizados para justificar o uso de grafite como material estrutural do núcleo do reator.

E para o reator chinês de nêutrons rápidos CFR-600, a TVEL fabricará combustível para a carga inicial e para as recargas ao longo de sete anos. O início das entregas está programado para 2023.

Atomstroyexport (JSC ASE) e Atomproekt são organizações que fazem parte da Divisão de Engenharia da Rosatom.

A divisão de engenharia da ROSATOM ocupa o primeiro lugar no mundo quanto ao número de centrais nucleares em construção simultaneamente no exterior e quanto à carteira de pedidos para a construção de NPPs. Opera na Europa, Oriente Médio e Norte da África e na região Ásia-Pacífico.

As principais atividades da ASE (JSC) são o gerenciamento de projetos para a construção de usinas térmicas e nucleares, o controle da construção, supervisão arquitetônica e a assessoria técnica nestas áreas.

As principais atividades da ATOMPROEKT JSC são a elaboração de projetos de usinas térmicas e nucleares, desenvolvimento de tecnologias, projetar, fabricar e fornecer equipamentos e produtos, pesquisa científica, análise de documentação técnica na área de utilização de energia atômica, segurança nuclear e radiológica.

A empresa de combustíveis nucleares da Rosatom -“TVEL” é uma holding, que inclui empresas de fabricação de combustível nuclear, conversão e enriquecimento de urânio, produção de centrífugas a gás, bem como as organizações de pesquisa e desenvolvimento de projetos. A TVEL fornece combustível para um total de 75 reatores de energia em 15 países, para reatores de pesquisa em nove países e também para reatores de transporte da frota nuclear russa.

A empresa Atomenergomash JSC é uma das maiores holdings de construção de maquinário energético da Rússia, que oferece uma gama completa de soluções nas áreas de desenvolvimento de projetos, fabricação e fornecimento de equipamentos para energia nuclear e térmica, indústria de petróleo e gás, construção naval e mercado de aços especiais. As instalações de produção estão localizadas na Rússia, República Tcheca, Hungria e outros países.